Grana Pretta por Mônica Costa

Se poder é bom, eu quero poder também

Se poder
é bom,
eu quero
poder também

Porque a gente merece!

​Base da cultura, da economia e da herança africana, a mulher negra, que historicamente, é a fonte do sustento das famílias brasileiras, ainda nos dias atuais não têm sua capacidade e talentos reconhecidos. Seguimos na base da pirâmide social.
Dados de fontes oficiais seguem apontando a discrepância entre a renda dos homens brancos e as mulheres negras ( entre 2004 a 2014 nosso rendimento não correspondia a 40% da renda deles). Somos as mais suscetíveis ao desemprego e somos muitas vezes inseridas em relações precárias de trabalho. (Fonte Pesquisa Mulheres e Trabalho, realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA). Ainda assim sustentamos cerca de 40% dos domicílios brasileiros.
Estes dados comprovam que a condição de trabalho da mulher negra em pleno século XXI não é muito diferente do cenário vivido por nossas ancestrais escravizadas durante os 400 anos de exploração no Brasil, não é?
Angela Davis – ativista negra, filósofa, professora e Deusa – afirma que “Quando a mulher negra se movimenta, toda a estrutura da sociedade se movimenta com ela, porque tudo é desestabilizado a partir da base da pirâmide social”. Bora abalar as estruturas?

Instagram
  • Teremos LIVE hoje às 18h aqui no nosso instagram @meireroseassessoria
E não poderia deixar de avisar vocês porque terei a honra de entrevistar uma incrível mulher, a Mônica Costa! Ela é educadora financeira e criadora do blog @granapretta que fala sobre autoestima e educação financeira para mulheres negras.
E ai? Vamos bater um papo hoje as 18h?
Aguardo vocês!
#empreendedorismofeminino #empreendedorismonegrofeminino #empreendedorismonegro #granapretta #finanças #mulheresnegras
  • #Finanças | As mulheres #pretas são a base da #desigualdade de renda no Brasil. São também quem está mais suscetível ao #desemprego e às piores condições de trabalho no país. 
em #SãoPaulo, por exemplo, trabalham o dobro do tempo para obter salário de homem branco: enquanto o rendimento médio por hora de uma #mulher #negra é de R$ 10,82, quem está no topo da escala de remuneração no país recebe R$ 21,84.
Para abalar essa estrutura #racista, o projeto @granapretta  surge como uma estratégia de empoderamento para a #mulhernegra, por meio do desenvolvimento da educação financeira e do #empreendedorismo. 
Idealizado pela jornalista, mãe, e educadora financeira Mônica Costa, o projeto, que já alcançou mais de mil mulheres em todo o #Brasil vem se expandindo e hoje já é uma plataforma de luta do #feminismonegro. Confira na videorreportagem!
#GranaPretta #granapreta #renda #rendimentos #investimento ##financaspessoais #empreendermulher #8m #feminista #economia #brasildefato
  • Este é o maior objetivo da  @asjosefinas Colab.
Um espaço democrático onde circula e se produz artes, valorize a cultura negra e a ancestralidade.O espaço idealizado pela deusa @airanascimento  estimula o potencial empreendedor em mulheres negras, mães e periféricas.
GranaPretta - Educação Financeira para mulheres negras
⠀
  • Além de ser uma oportunidade preciosa para o exercício da autoestima, o empreendedorismo  pode ser uma ótima alternativa para  nos livrar  das regras de uma relação de trabalho injusta que negligencia a capacidade e o talento da mulher negra.
  • Independentes, criativas e batalhadoras. Herdeiras de uma história de resistência e desafios, nós, mulheres negras temos encontrado no empreendedorismo uma oportunidade para expressar nossa capacidade de se reinventar diante das adversidades impostas por uma sociedade que insiste em nos apresentar apenas as sobras

© Copyright Grana Pretta

Desenvolvido por friiv.com.br